Transformando e colorindo a sua imagem

Costureiros que Fizeram História

Essa semana comemoramos o dia da costureira e não podemos deixar de homenagear aqueles que com sua paixão e criatividade se destacam com tanto talento. Com uma boa pitada de ousadia e muita dedicação, esses nomes fizeram história e consequentemente são lembrados até hoje. Uma profissão que em sua maioria é composto por mulheres, possui também diversos homens brilhantes e, por isso, separamos alguns nomes que nos inspiram com grandes contribuições ao mundo da moda.

Paul Poiret

Com apenas 24 anos, abriu sua própria Maison. Inspirado pelos Balés Russos e pela atmosfera Oriental, idealizou roupas que mudaram a silhueta feminina.

Poiret ficou conhecido por liberar as mulheres do espremido espartilho, um incômodo acessório. Para a mulher que precisava usar todos os dias, foi uma revolução. Agora ao invés de espartilhos, a mulher poderia usar ligas e soutiens.

Cristobal Balenciaga

Balenciaga abriu a sua primeira casa de costura em 1915, aos 20 anos. Cresceu trabalhando ao lado de sua mãe, que era costureira, e formou-se alfaiate. Desde o começo já afirmava que um costureiro deve ser um arquiteto no design, um escultor na forma, um pintor na cor, um músico na harmonia e um filósofo na medida.

O trabalho do estilista espanhol tinha como principal referência a história e a cultura espanhola de suas origens. Ele se inspirou muito nas dançarinas de flamenco, no uso intenso da cor vermelha.

Hubert de Givenchy

Nascido em 20 de fevereiro de 1927, seu avô tinha uma oficina de costura que confeccionava tapetes. Aos 10 anos de idade, visitou uma exposição de figurinos da alfaiataria francesa, identificando-se ali, naquele momento, com o universo do luxo e da alta costura.

Inaugurou a sua própria Maison aos 24 anos e o sucesso foi instantâneo, trazendo sempre novidades. Contou com clientes exclusivas e importantes, permitindo que a marca que leva seu nome se tornasse um ícone mundial.

Emilio Pucci

“Nasci alfaiate e considero-me como tal. Meu trabalho é o trabalho de um artesão cujos objetivos são a qualidade e o estilo.”

A carreira de Emilio pelo mundo da moda iniciou despretensiosamente, talvez “sem querer”, quando preocupado com a sua imagem e reputação, desenhou seus próprios modelos de roupa. Emilio pediu afastamento da carreira militar e abriu sua primeira loja: La Canzone del Mare e com ela, nasceu a grife de muita inovação e sucesso.

Suas características são poucas peças, elaboradas a mão e possuindo modelagem simples. Em sua grande maioria, os vestidos Pucci são de jérsei de seda, dando um acabamento impecável e leve, sem rugas e muito confortável.

E ai o que achou? Toda fã de moda gosta de se inspirar nesses ícones, pois eles sempre serão uma bela fonte de inspiração, você concorda?

Aproveite e nos sigam nas redes sociais para mais inspirações:

Instagram @personeimagem – https://www.instagram.com/personeimagem

Facebook @personeimagem – https://www.facebook.com/personeimagem

Pinterest @personeimagem – https://br.pinterest.com/personeimagem

LinkedIn @personeimagem – https://linkedin.com/company/personeimagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

MARCELA MOURA

Com diversas formações na área de marketing e administração, mas sempre apaixonada por moda e estilo, fui buscar inspiração na Consultoria de Imagem para fazer o que mais amo: ajudar as pessoas a se amarem mais e a se vestirem melhor.

Curso
Notícias

Personeimagem

Me siga no Instagram